Aparições secretas na Catacumba #4 - Crimes Diabólicos

Um museu do crime está alojado nas entranhas da Catacumba. Dentre os artigos da macabra coleção, 3 pastas manchadas de sangue contêm as evidências que resultaram na pena máxima para Ivo Mortov. Suspeitas conclusivas e irrefutáveis de que este é um quadrinho triplamente qualificado, resta apenas ao leitor conhecer os autos de tais delitos e... encontrar um personagem misterioso em cada uma das histórias. O Especial Easter Eggs traz para você, cúmplice leitor, as 3 aparições do autor da Catacumba nas histórias do seu quadrinho de terror favorito. Mas não deixe que a busca pelas rápidas pontas atrapalhem o foco na narrativa!

 
   
 
 
  1 2 3  
 
 
  1 - Taxista em "Maníaco do Pântano"
O protagonista está voltando para a casa, apressado, sabe-se lá por quê. Estaria com as mãos sujas de sangue? Certamente ele precisa de um táxi, e rápido! O autor aparece como o motorista - sem falar sobre política ou religião - apenas desejando uma boa noite, na página 8.
 
 
  2 - Amigo da pensão em "Festim Melancólico"
Este crossover homenageia o clássico do Hitchcock e o famoso Crime da Mala. Na festa que Giuseppe oferece, para comemorar sua fuga de São Paulo, há muitos convidados, representados sempre como silhuetas misteriosas. Exceto por um deles, na página 21, que aparece desenhado com os belos traços do autor.
 
 
  3 - Pedestre curioso em "O Crime da Rua Texas"
Gil Gomes narra esta história de um crime bárbaro que aconteceu numa bela mansão. No final da narrativa, na página 43, quando o repórter policial está diante das câmeras, o autor passa e dá tchau para o leitor, usando uma camiseta do quadrinho "À Moda da Casa". Um gibi que você também deve ler... aqui e agora!
 
m
 

QUAIS OUTRAS PISTAS VOCÊ DESCOBRIU?

Afinal, estamos falando de "Crimes Diabólicos".
Há outras referências ao longo das histórias, esperando para fazer sua arcada dentária cair no chão.

O crime perfeito existe e acontece na Catacumba.

 
 
 
               


© Kiko Garcia | contato@kikomics.com.br